29 maio 2012

Karate - Goju Ryu

Hello, ghatas!!

Hoje eu vim falar de um esporte que eu adoro e pratico há muitos anos e de uma recente conquista. Sábado passado, na Associação de bairro União Guarulhense,  onde é meu Dojo (local de treino), fiz exame e passei para a faixa verde. Tá, pra muitos pode não significar nada, mas para mim, tem um grande valor. Karate não é um esporte fácil, é preciso muita força de vontade, disciplina e dedicação, pois o treino é bem puxado. Tanto que, nos 3 primeiros meses, eu perdi mais de 10 quilos! ( nem gostei, né? rs!).

Faixa Verde


Caio, eu, Daniel e Bia.



Eu e  o  shihan Jamil Paduí, que é avô do ator Caio Paduan, o Gabriel da Malhação.
Na hora do exame
A troca de faixa
Agradecendo a banca examinadora e aos convidados.


Eu e a Bia: uhuuuu, estamos na verdeeee rs!!!

Um pouco da historia do Karate:
Karate ou karate-do é uma forma de budo (caminho do guerreiro). Arte marcial japonesa que tem a sua origem em Okinawa e foi introduzida nas principais ilhas do arquipélago japonês em 1922. O Karate enfatiza as técnicas de ataque (i.e. socos e pontapés) ao invés das técnicas de luta corpo-a-corpo.
A prática do Karate pode ser dividida em três partes principais: kihon, kumite e kata.
Kihon é o estudo dos movimentos básicos.
Kumite significa luta e pode ser executada de forma definida ou de forma livre (randori).
Kata significa forma e é uma espécie de luta contra um inimigo imaginário expressa em sequências fixas de movimentos. 

imagem: reprodução



O Karate é dividido em vários estilos e o que eu pratico é o Goju-Ryu.
O GOJU RYU se caracteriza pelo uso de mãos abertas com agarramentos e arremessos e bases não muito utilizadas por outros estilos, tais como o Santin Datchi e o Neko Ashi Datchi.
O uso de mãos abertas remonta à Miyagi e Higaonna. Sendo cavalheiros e totalmente aversos à violência, apreciavam técnicas que pudessem controlar o adversário (ou inimigo, dependendo do caso) sem necessitar feri-lo. Para isso introduziram técnicas de agarre e outras que permitiam subjugar o adversário sem violência. Davam muita Importância também ao preparo espiritual e físico de seus alunos. O Santin é um exemplo claro dessa preocupação.
 É um estilo que mescla formas "rígidas, duras" (Go) com formas "suaves" (Ju), criado por Chojun Miyagi, aluno do mestre Kanryo Higaonna (ou Higashionna), maior autoridade do Naha Te em Okinawa. Mestre Miyagi após passar 4 anos na China, seguindo os passos do seu mestre, onde treinou os estilos Pa Kua Chang e Shaolin Chuan, voltou a Okinawa e, baseando-se no princípio do YIN-YANG (as energias negativa e positiva que regem o universo), ele uniu a flexibilidade das artes chinesas à rigidez do Naha-Te, criando o Goju-ryu - A Escola do Rígido e Flexivel. GO = RÍGIDO; JU = FLEXÍVEL; RYU= ESTILO
Mas as bases desse estilo haviam sido estabelecidas pelo mestre Kanrio Higaonna quem passara mais de 10 anos na china, treinando como discípulo do mestre Ryu-Ryu-Ko e outros.
O Goju-ryu é o estilo de Karate que busca o equilíbrio dos opostos, das energias antagônicas e complementares. Ele ensina como agir: se com energia ou calma, rapidez ou suavidade. Caracteriza-se por optar por posições altas, mas estáveis e poderosas, e um trabalho profundo de respiração. Praticar Goju-ryu é aprender a ser como a água: fluída e sem forma, por isso pode assumir todas as formas; calma e suave, desviando-se dos obstáculos, ou revolta, mas ambas com o poder de passar por quaisquer obstáculos, mesmo os de aparência mais resistente. Dizem que o  Goju Ryu é o karate tradicional e podemos ver nitidamente, que o filme Karate kid foi totalmente inspirados nesse estilo. 

Sequência de faixas no Goju Ryu:
Branca
Amarela
Laranja
Azul
Verde
Roxa
Marrom
Preta

Gostaria de agradecer ao shihan Jamil e aos sensei Thiago e Nei.

Obs. Todas as informações foram pesquisadas da internet e nenhuma é de minha autoria. 
 


Beijos,
Dany Bello

8 comentários:

  1. Dany, quem te ve tão delicadinha, nem imagina que vc é uma fera rs!

    ResponderExcluir
  2. Dany vc tinha me contado que fugia do balé quando pequena pra ir ao karatê \o/ Adorei ler mais sobre a história dessa arte. Admiro pacas quem o pratica.

    Dany sou tua fã hahaha
    \o/ parabéns pela troca de faixa.
    Beijãooo

    ResponderExcluir
  3. Dany vc viu o tiozão que estiloso kkkkkkkkkk menina me diverti tanto que acho que vou acabar pegando gosto. É verdade preciso sair mesmo, vc está certa. Só trabalhar e ficar no pc deixa a gente meio pirado.

    Beijãoooo

    ResponderExcluir
  4. Eu fiz quando era pequena, fui até a faixa verde :P

    ResponderExcluir
  5. Juh Carvalho30/5/12 9:03 AM

    Eeeeh...ki linda! #parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Na minha academia tem faixa '' ANIL'' que é antes da amarela. Mais eu sou faixa verde .
    Sempre estou presente nos meus treinos e campeonatos.
    Quando eu vou para campeonato trago smp medalhas..*---*
    Minas Gerais, Juiz De Fora ;
    Abraço, e parabéns faixa verde que criou esse ''espaco gattena''. Quem sabe um dia nós podemos nos encontrar em um campeonato BRASILEIRO. Será uma Honra !
    Abração ! *---*
    By: Dani Faria

    ResponderExcluir
  7. Oss sou karateka da goju ryu e tenho muito orgulho disso

    ResponderExcluir
  8. meu pai foi honrado com 3 dan em goju ryu tinha paralisia infantil na epoca nao tinha cura e ele se formou o quarto em sua turma de 50 alunos na decada de 60 no parque pinheiros taboao da serra sp tenho orgulho de dar continuidade na sua essencia ainda nao tenho seisei por que meu pai e eu nao se falamos mais pratico alternativa mente seguindo os passos do jet kunne do mas tenho muito orgulho dele e de sua historia hoje tenho 6 estilos onde procuro lapida-los sempre o bushido caminho do guerreiro e minha vida e oque tenho de melhor para oferecer ao ocidente e nao deixar cair minha honra arigato gozaimashita hona sama oss deska sayonara

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!! Todos os recadinhos serão respondidos!!

Blog Espaço Gattena, por Dany Bello - Todos os Direitos Reservados (C)

Design by Colorize